Um conterrâneo de bem com a vida

Etiene de Souza Reis nasceu na cidade de Dona Euzébia. Percorre as esquinas da vida como quem veio a passeio, granjeando amigos a cada abraço e sorriso.

Ainda criança veio para o Sapé onde passou uma infância e puberdade saudável. Destacando-se no futebol, aos 16 anos foi para Belo Horizonte jogar no Cruzeiro. Depois passou pelo Botafogo de Garrincha, Didi, Paulo Valentim, Quarentinha e Nilton Santos, Corinthians de Pirilo, Comercial de Ribeirão Preto, Prudentina de Presidente Prudente, Petropolitano e Serrano de Petrópolis. É sempre lembrado pelos que o viram jogar e é incluído na seleção do Cruzeiro de Guidoval de todos os tempos.

Etiene é bom de copo e garfo, exímio cozinheiro, bem humorado, ótimo contador de piadas, amigo para as horas de farra e velório. Aonde chega, junto chega a alegria.

Quando lhe perguntam: “Quanto ganha?” Responde “O quanto eu gasto.” E se insistem: “Quanto gasta?” Diz “O quanto eu ganho.”

Em Cabo Frio, na Praia de Peró, possuía uma barraca de comes e bebes. Todos os dias, com chuva ou sol, ia cedo abrir o seu comércio. Dizia “se eu não vender nada, bebo a preço de custo”.

Agora aposentado, vendeu a barraca, ainda continua acordando cedo só para ficar mais tempo à toa com os amigos de Peró que começam a biritar lá pelas 10 da manhã. Tem dias que a vontade de bebericar é maior que o horário matinal, aí adiantam o relógio para dar início a mais uma jornada de gole. Teve um companheiro que quebrou a tarracha do relógio de tanto apressar a hora.

Deveria ser obrigatória a presença de Etiene nas festas de SANTANA.


e-mail
FALE com o Jornal de Guidoval
Jornal de Guidoval