Hino de Guidoval Para ouvir o HINO, CLICAR 2 Vezes no Toca-Discos

Música : Plínio Augusto de Meireles
Letra : Aúreo Antunes Vieira

 

Clique no PLAY para ouvir o HINO

 

Ouço o tambor dos "Cataguases" a soar,
Ouço um estrépito de botas no ar,
Ouço o nome que a história há de guardar,
Marlière, Marlière, Guidoval é teu altar.
 
Do Chopotó, as águas serenas,
Banham amenas, os arrozais,
Forma-se a vila, nasce a cidade;
Guido é o teu nome, para a eternidade.
 
Ouço o tambor dos "Cataguases" a soar,
Ouço um estrépito de botas no ar,
Ouço o nome que a história há de guardar,
Marlière, Marlière, Guidoval é teu altar.
 
Dobrem os sinos com alegria,
Que neste dia, tudo é fulgor,
Tudo são risos, luzes e flores,
Cantem louvores, com todo ardor.

 

OBSERVAÇÃO:
Pode-se também ouvir o HINO CLICANDO na imagem do Toca-Discos ao lado do título Hino de Guidoval.